CORREIO POPULAR - CIDADES - Publicada em 24/1/2007

 

Sapateado leva grupo do São Marcos aos EUA

Sucesso de garoto no ano passado motiva festival a estender convite a outros artistas

 

Rogério Verzignasse
DA AGÊNCIA ANHANGÜERA
rogerio@rac.com.br

 

O garoto Tiago Rodrigo Alves dos Santos emocionou Campinas quando saiu do modesto Jardim São Marcos para participar de um festival de sapateado em Nova York, nos Estados Unidos, no ano passado. O sucesso foi tão grande que os organizadores do Tap City convidaram o rapaz e outros 11 adolescentes do bairro para a versão 2007 do evento, marcado para julho. No mês seguinte, o grupo vai subir aos palcos da Califórnia, durante o Los Angeles Tap Festival.

Tiago e os amigos têm histórias de vida semelhantes. Todos eles nasceram em famílias carentes e aprenderam a sapatear nas aulas ministradas voluntariamente pelo professor Luizz Baldijão na Associação Beneficente Campineira (ABC), mantida pela Igreja Metodista.

Lá no Jardim São Marcos, os garotos recebem de graça (no período em que não estão na escola) alimentação e orientação profissional. Para se ter uma idéia, a ABC fornece cerca de 3,5 mil refeições mensais a moradores do bairro. As aulas de informática são freqüentadas a cada dia por 200 pessoas.

Fundada há 57 anos, a ABC sempre sobreviveu do dinheiro oferecido por colaboradores particulares e da ajuda institucional para a assistência social. Por isso, no ano passado, a viagem de Tiago foi patrocinada pela comunidade. O professor Baldijão saiu pedindo a contribuição de empresários dispostos a pagar os US$ 4 mil necessários para a passagem aérea e a hospedagem. Os outros sapateadores campineiros no Tap City 2006 (alunos de uma academia privada) bancaram as próprias despesas, individualmente.

Para 2007, a situação é bem mais animadora. “A ABC procura ajuda para os gastos com alimentação do grupo e passagens, mas já foram firmados patrocínios que vão cobrir aulas de sapateado e hospedagem”, fala, entusiasmado, Baldijão.

Trabalho modelo

O grupo Meninos Sapateadores do Jardim São Marcos, criado na ABC em 2002, atende jovens com idades entre 7 e 13 anos. O serviço é financiado hoje com R$ 50 mil anuais oferecidos por empresas. Parte significativa da verba faz parte do montante repassado pela CPFL Energia ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Entre os patrocinadores também aparecem empresas como Galena e Medley (produtos farmacêuticos), Sapore (cozinha industrial) e Motorola (celulares).

O sapateado também conta com a ajuda imprescindível de cidadãos comuns. Sócios da Hípica, por exemplo, bancam o transporte dos meninos para apresentações em toda cidade. Um fiel metodista, que não quer se identificar, pagou a reforma completa da sala de aula: a rapaziada ensaia sobre um assoalho impecável, ouvindo as notas musicais que saem das caixas de som de um aparelho novinho. “A comunidade se sensibiliza com a proposta séria de garantir dignidade aos mais pobres”, fala Cláudio Levi Braganti, presidente da entidade.


SAIBA MAIS - Sobre os resultados da viagem de Tiago a N. York

O jovem Tiago Rodrigo Alves dos Santos, de 16 anos, que fez sucesso sapateando em palcos norte-americanos em 2006, acaba de receber o Buster Brown Award, prêmio concedido pela Associação Internacional de Sapateado a destaques do setor. O reconhecimento garante a ele uma bolsa de estudos para participar do Tap City 2007. Entusiasmado com a notícia, Tiago se uniu a dois amigos, os irmãos Diogo e Diego Ananias, para formar um trio de sapateado, o Flat, que apresenta coreografias próprias em eventos pela cidade.

A FRASE

“Se a gente não pega esses meninos na rua, o traficante vem e pega.”

CLÁUDIO LEVI BRAGANTE
Voluntário e presidente da Associação Beneficente Campineira

CONHEÇA

As pessoas interessadas em conhecer o trabalho da ABC ou queiram contribuir com a viagem dos sapateadores podem ligar para (19) 3231-1809 ou 3246-0361. A unidade do Jardim São marcos fica na Rua Luiz Aristeu Nucci, 155. O professor Baldijão atende pelo telefone (19) 9247-4530;